quarta-feira, 11 de maio de 2016

JADE


Pedra de alto valor, é usada para intrincados trabalhos esculpidos, esculturas ornamentais e joias. Mencionado muitas vezes nos folclores chineses e japoneses e em parábolas religiosas, o Jade foi um dos primeiros elementos usados para adornar as pessoas da realeza e os líderes religiosos, assim como os castelos e os templos. 



Era uma honra ter capacidade de possuir Jade, tanto por seu valor espiritual quanto por sua óbvia beleza.

É também conhecida como pedra dos sonhos, pois aumenta a capacidade de lembrar dos sonhos e interpretá-los. Usada sob o travesseiro ajuda a liberar emoções reprimidas.

Era também muito usada pelos Maias e Astecas para trazer a paz equilibrando o físico, o emocional e o mental. Atua no chakra cardíaco (quarto) e seu uso é aconselhado como complemento a qualquer tipo de medicina oriental, pois sua vibração está em harmonia com este tipo de medicina.



O Jade – “yu”, em chinês – era definida como uma das pedras mais bonitas por um antigo dicionário chinês. O jade é comumente classificado em jade suave (nefrite) e jade duro (jadeíta). A nefrite possui uma cor branca como leite, podendo surgir tons de verdes variados. Já a jadeíta, considerada mais valiosa, é encontrada nas cores azul, rosa, lavanda e verde-esmeralda.

A Nejrite é muito semelhante à Jadeíte em suas habilidades curativas, mas sua cor é mais creme e menos translúcida do que a Jadeíte. A Nejrite é mais comumente encontrada.



O Jade vem em grande variedade de cores que incluem o branco, lilás, vermelho, marrom, amarelo, laranja, azul e verde.

Apesar de todos os tipos de Jade ter influência curativa, cada cor se refere mais especificamente a determinados males ou órgãos.

As propriedades comuns a todas as espécies de Jade incluem sua habilidade de melhorar a própria existência. 

Ela ajuda a pessoa a libertar-se de pensamentos e energias negativas, pois apazigua a mente e faz as tarefas parecerem mais fáceis e menos complexas. Reforça os sistemas de filtragem e limpeza do corpo e ajuda na remoção de toxinas. 




O Jade é muito benéfico ao coração, tanto no sentido físico quanto no espiritual. Qualquer pessoa pode desenvolver uma maior capacidade de amar utilizando o Jade da maneira correta, pois ele dá sua energia a qualquer um que se aproxima. 

O Jade é também uma pedra de alta proteção e conservará seu usuário livre de problemas.

A apreciação dos chineses pelo Jade é tão grande que aqueles que podem, carregam consigo pequenas pedras, de modo a tê-la sempre à mão. 

Eles acreditam que, quando manuseado, parte de sua virtude secreta é absorvida pelo organismo.

Quando batido de leve, o Jade emite um som melodioso e peculiar, que para os chineses se assemelha à voz da pessoa amada.



O Jade é considerado essência concentrada de amor.

O Jade é muito especial na cultura chinesa, sendo famoso o provérbio que diz “o ouro é precioso; o jade não tem preço”.

Seu simbolismo, assim, pode ser resumido à graça, à beleza e à pureza, mas também está relacionado à nobreza, à perfeição, à constância, ao poder e à imortalidade.



Na cultura chinesa, o jade simboliza nobreza, perfeição, constância e imortalidade. Durante milênios, o jade foi uma parte íntima das vidas dos chineses de todos os níveis e classes. É vista como a mais valiosa de todas as pedras preciosas. 

O amor que os chineses possuem pelo Jade não se refere apenas à sua beleza, mas também pelo significado cultural e humano, assim como disse Confúcio, sobre a existência de onze virtudes no jade:

“Os sábios têm associado ao jade a virtude. Para eles, seu brilho e lustro representam a integridade da pureza; sua perfeita firmeza e extrema dureza representam a certeza da inteligência; seus ângulos, que não cortam, apesar de aparentarem afiados, representam a justiça; o som puro e prolongado, que ressoa quando algo o atinge, representa a música.
Sua cor representa a lealdade; suas falhas internas, que sempre se mostram através da transparência, chamam a atenção para a sinceridade; seu brilho iridescente representa o céu; sua substância admirável, formada pela montanha e pela água, representa a terra. Usado sozinho sem ornamentos [o jade] representa a castidade.
O preço que o mundo inteiro lhe atribui representa a verdade. Para embasar essas comparações, o Livro dos Versos diz: ‘Quando eu penso em um homem sábio, seus méritos parecem ser como o jade’”.
(tradução original do chinês para o inglês desconhecida)