sábado, 12 de novembro de 2016

CRISOCOLA - História



Os egípcios honravam a Crisocola como pedra da sabedoria que tinha o poder de promover em seus portadores uma harmonização entre espírito e corpo.


Seu nome, do gênero masculino, vem do grego "khrusos" para ouro e "kholla" para cola, alusão ao fato de esse mineral reduzido em pó servia para soldar o ouro. Foi chamada de "a irmãzinha da turquesa" por causa de sua semelhança.


A Roche de Eilat (no sul de Israel) é composta de crisoberilo, de pseudomalaquita e de turquesa, ela foi explorada desde o Egito antigo. Existe também uma variedade chamada "crisocola siliciosa" que é uma mistura homogênea de crisocola e de calcedônia, sua dureza pode atingir 7 quando a calcedônia é preponderante.